Concessões sabotadoras |Desafio #DietaDefinitiva


Bom dia!

Uma das coisas que percebi com aquele diário alimentar (comentei aqui) foi perceber quantas concessões eu fazia (ainda faço algumas, infelizmente): num dia chocolate, no outro batatas-fritas… e assim por diante. Tudo na base do “só hoje não vai fazer mal“. Com o detalhe de que “só hoje” nunca é “só hoje”, se repete com frequência…

Assim, me espantei um pouco ao assistir uma reportagem do Bem Estar, que afirmava que apenas 200 calorias a menos por dia podem representar uma perda de 9 kg por ano. (Aliás recomendo muito essa matéria, vocês podem acessar aqui).

O raciocínio inverso também é verdadeiro, então é perfeitamente possível ganhar 9 kg por ano com essas “pequenas” concessões do dia-a-dia, que aparentemente não tem impacto nenhum. Viram que armadilha é o “só hoje não faz mal”??

Depois de assistir a matéria e perceber a frequência com que faço isso, estou tentando ser menos complacente e gastar mais calorias durante o dia (por exemplo, caminhando mais durante o intervalo de almoço).

Ah, também quantifiquei minha meta: quero perder pelo menos 5 kg até o final de dezembro. Estou revendo quais providência vou ter de tomar para isso acontecer.

Beijos!

Gisele

Anúncios

Ansiedade = quilos a mais |Desafio #DietaDefinitiva


Olá!

Depois de uma semana de ansiedade, acabei pisando na jaca de novo.

Andava mais ou menos assim (menos o cigarro, que eu não fumo):

cartoon.jpg.opt450x473o0,0s450x473

Sim, eu lembrei do “mantra” que eu vi no Santa Dieta e aderi. Este:

Santa Dieta

Fonte: Santa Dieta

Lembrar eu lembrei; mas na hora do aperto a gente quer se sentir melhor o quanto antes, e a comida proporciona isso. E o que eu fiz? Comi.

ansiedadecomocontrolar

Além do meu cardápio tradicional, comi ainda uma sacola de junk food que busquei no supermercado. Devorei wafer, cookies, chocolate, bolacha recheada, suco, mais chocolate… mais ou menos assim:

gula4

Resultado: 2 kg a mais, em uma semana. Uma semana!!! Depois de levar um mês e meio para perder 5kg, recuperei quase a metade em uma semana.

No momento da pesagem – que aconteceu na segunda-feira – acordei pra vida. Não posso ficar refém das emoções pra sempre! Resolvi atacar a ansiedade e acabar com ela de vez (ou pelo menos com os sintomas).

A solução que encontrei foi tomar chazinho de camomila e erva-doce e usar os benefícios calmantes do maracujá a meu favor. Hoje é o terceiro dia, e está funcionando bem. 

1240138_649499268404567_1058787239_n

Não estou com sono em excesso (até menos que antes), estou mais calma, equilibrada. E sem aquela vontade louca de comer.

O resultado do equilíbrio já deu as caras na balança: de segunda até ontem tinha perdido 500g. Já é um (re)começo!

Obs.: Importante lembrar que não estou “receitando” soluções, só compartilhando o que deu certo pra mim! Até remédios naturais como os chás podem ter efeitos colaterais, contraindicações e interações medicamentosas. Consulte um médico antes! :)

Beijos!

Gisele

Emagrecer deve ser gradual e constante (série Jornal Hoje)


[Desafio#DietaDefinitiva]

Oi gente!

Como eu disse nesse post aqui, o Jornal Hoje apresentou uma série de reportagens sobre o emagrecimento. A última matéria foi veiculada na edição de sexta-feira (dia 11) e tratou principalmente das formas de emagrecimento e dificuldades para manter o novo peso. 

Selecionei alguns trechos que achei importantes:

O segredo é a força de vontade. É saber que querer não quer dizer poder. Quem faz dieta não passa fome, passa vontade.

Verdade! E como passa (vontade)!

Todo gordinho sabe que  emagrecer é mais fácil do que manter. A resposta mais uma vez está na programação do corpo pra armazenar comida. Quando a gente engorda, produz células de gordura. São elas que ficam irritadas quando a comida diminui.

(As minhas devem ser furiosas! Hehehe)

Célula de gordura tem memória, células de gordura gostam de comidas boas também. Acostumei com comidas palatáveis. Minha dona me dá doce, chocolate, então estão alegres e felizes. Quando deixa de dar elas ficam bravinhas começam a mandar ordem pro cérebro para comer aquilo que elas gostam”, explica Lian Tock, endocrinologista.

Para manter o peso não basta emagrecer. “É mudança, principalmente de estilo de vida.Tenho que perceber que, para emagrecer e manter meu peso baixo, preciso mudar meu estilo de vida, ter vida mais ativa, fazer escolha adequada, comer de forma mais saudável. Não tem nada que seja proibido. O que tenho que fazer é comer menos do que gosto muito”, diz Maria Lúcia Tedesque, orientadora.

O engenheiro Anderson Delfini frequenta reuniões de orientação aos gordinhos e já percebeu isso. “Reeducação alimentar é um programa que segue seu objetivo. Comida não é recompensa, não é para tirar seu stress, não é para comemorar felicidade. Comida é só para te alimentar”.

Eis aí meu principal problema… relação errada com a comida. “Comer sentimentos”. Estou lutando contra!

Emagrecer não é impossível. Pâmela, Simone, Anderson, Patrick e Peterson são um estímulo para parar de adiar o começo de uma mudança total.

Quer ver o vídeo da matéria? Vale a pena. Clique aqui para assistir no site do Jornal Hoje.