Como eu era antes de você


Oi pessoal!

Hoje quero falar de mais um livro. É a vez de “como eu era antes de você”, da Jojo Moyes.

Gente, esse livro é puro amor. Não me entendam mal: não se trata de um romance açucarado, mas da história de duas pessoas que à primeira vista não simpatizam um com o outro, mas que apesar das diferenças de personalidade – ou um função delas – promovem mudanças profundas na vida um do outro.

Como_eu_era_antes_de_voc_

É mais um caso de livro do qual nem esperava muito, achei que se tratasse de um romance superficial para passar o tempo (até pela capa fofa) mas não poderia estar mais enganada. Jojo Moyes soube tratar de um assunto complexo de uma forma sensível e leve. Sua narrativa agradável me lembrou dos livros da Sarah Addison Alley, e me deixou com a sensação de estar envolvida, participando da história, vivendo junto com a Lou ou observando a vida de Will e toda a mudança pelo qual os dois passam.

Foi daqueles de ler até dormir, de aproveitar cada minuto no ônibus, trocar a soneca de depois do almoço para avançar algumas páginas, levar pra todos os lugares até chegar ao fim – sem querer que ele chegue, porque ele não tem continuação.

Felizmente, descobri que há uma adaptação para as telas sendo produzida, com previsão de lançamento este ano. Espero que faça jus ao livro!

Já leram este ou outros livros da autora? Comentem o que acharam!

Beijos,

Gi

Anúncios

Playlist: Carla Bruni


Olá, pessoal!

Para deixar o final de tarde de vocês ainda melhor, esta playlist super gostosa de ouvir – uma seleção das melhores músicas da Carla Bruni. Para quem não conhece, vale a pena conferir a voz suave da ex primeira-dama francesa.

Beijos,

Gi

Vida Peregrina


Boa noite!

Estou com sorte nas leituras recentes… todas ótimas! Hoje foi a vez de concluir “Vida Peregrina”, da jornalista Mariana Kalil. Sou leitora assídua da coluna dela na ZH, portanto estava certa que o livro seria bom – e não me enganei.

vida-peregrina-capa-web

A Mariana tem aquele estilo de escrita que nos faz sentir como se ouvíssemos a história de uma amiga –  daquelas que conseguem transformar qualquer mazela em um episódio cômico. Acompanhei suas inquietações quando resolveu se mudar, suas dificuldades de adaptação em São Paulo e a busca pela felicidade e qualidade de vida como se fôssemos velhas conhecidas.

É claro que nem só de situações cômicas se fez o livro – Mariana também dividiu aflições, momentos de choro e situações delicadas. Cada relato, somado ao estilo de narrativa, torna o livro especial, uma leitura prazerosa.

Eu ri com as participações do Bento, me comovi com os problemas, fiquei feliz pelas conquistas e até por ela ter falado sobre o slow food (que é o tema do meu projeto de estágio). Adorei as tentativas de cozinhar sardinhas portuguesas e comer romã, a procura pelo exercício perfeito e tantas outras passagens que poderia fazer um post de cinco páginas para comentar. :) Enfim, realmente adorei o livro. Não leram? Sugiro.

Ah! Todo o talento da Mariana para a escrita também pode ser conferido no blog dela, http://revistadonna.clicrbs.com.br/porai/.

Beijos,

Gi