Para as magrinhas que querem ganhar peso – Post II

Se você já descartou a hipótese de magreza patológica, vamos às dicas!

Orientações médicas para ganho de peso

Alimentação balanceada é uma das principais recomendações dos especialistas

Pesquisando, encontrei várias dicas interessantes de médicos e nutricionistas e fiz uma seleção. Para fazer justiça às fontes, separei-as por profissional:

 Dr. Bronstein (entrevista ao Dr. Dráuzio Varella): 

– Descartada a hipótese de doença, orienta as pacientes ter uma alimentação balanceada, rica em alimentos calóricos, e exercícios físicos;

–  fazer o que a maioria das pessoas gostaria, mas não pode: comer à vontade principalmente alimentos energéticos, ricos em hidratos de carbono, como mingaus, sorvetes, doces, mel, pizza, pães, etc.

 – Se for o caso, prescreve alguma substância para aumentar o apetite, em geral, derivada de anti-histamínicos, os mesmos medicamentos indicados nas alergias.

 

Dr. Amélio de Godoy Matos (entrevista ao site Bolsa de Mulher)

– Para ter mais energia, aumente o consumo de carboidratos como pães, batatas e arroz;

– quanto às gorduras, dê preferência às oleaginosas, encontradas em castanhas e nozes. Além de saudáveis, têm grande valor energético.

– para temperar, utilize azeite, que é calórico e enriquece a alimentação.

– diminua a ingestão de café (supresa? Eu também). “Um grande bebedor de café tem seu gasto de energia aumentado, pois a cafeína é um estimulante. Diminuir a ingestão de café, assim como de medicamentos de efeito estimulante, ajuda o organismo a economizar calorias”, explica o Dr. Godoy.

– corte o cigarro (pelo mesmo motivo do café);

– evite exercícios com alta queima calórica; já a musculação auxilia o ganho de massa muscular;

– a prática de ioga é uma boa opção para regular o metabolismo e controlar a ansiedade .

 

Leda Sequeira, nutricionista, autora do livro “Detesto Dieta” (entrevista ao Bolsa de Mulher)

– Dê preferência a cereais integrais, amidos – como o inhame e a batata -, e massas em geral. Dentre as frutas mais calóricas, o abacate é rico em ômega 3, uma boa gordura.

 Virgínia Nascimento, nutricionista clínica (reportagem publicada pelo G1).

– Não recomenda frituras e doces, pois podem exigir mais trabalho digestivo para o organismo, mais gasto de energia e, no fim, chances menores para formação gordura e músculos ausentes;

 Dicas do site Bolsa de Mulher:

– Consuma alimentos calóricos, mas saudáveis. Selecione alimentos com baixo teor de açúcar e, se contiver gordura, que seja boa, ou seja, de origem vegetal (exceto carne de coco e óleo de palma, o mesmo que azeite de dendê). Boas opções são açaí, abacate, oleaginosas (como a castanha do pará, amêndoa e nozes), granola com baixo teor de açúcar, farelos de aveia e de linhaça.

– Frutas são fontes saudáveis de carboidrato, assim como feijão e arroz integral, sendo ótimas opções para o cardápio. Não esqueça da proteína (carnes em geral). Mesmo tendo que ganhar uns quilos a mais, não pense que pode abusar de preparações calóricas como milanesas, empanados e frituras. De novo, lembre que este ganho deve ser feito de forma saudável.

– Não deixe de comer frutas, verduras, legumes e alimentos integrais, como arroz integral e pão integral. Estes alimentos não são para aqueles que querem emagrecer, e, sim, para quem quer manter uma alimentação saudável, independentemente do ganho ou da perda de peso.

Minhas dicas:

– tenha em mente que você precisa ganhar massa magra e curvas, não gordurinhas; então, foque em uma alimentação saudável e esqueça a idéia de que comer besteiras (salgadinhos, batata-frita, bolacha recheada, etc.) vai adiantar. Esses alimentos devem ser consumidos com moderação pois  geralmente tem baixo valor nutricional, além de conter alto teor de sódio, gorduras e açúcar;

– uma boa referência é a cor dos alimentos: quanto mais colorido o prato, mais balanceado.

– evite tomar remédios e suplementos sem orientação de um profissional (médicos ou nutricionistas);

– a ansiedade pode interferir no apetite, fazendo com que as pessoas comam mais ou menos. Investigue se é o seu caso e procure mantê-la sob controle.

– evite ficar em jejum por um longo período; muitos especialistas dizem que o ideal é comer de três em três horas (deve dar certo, porque quando tentei emagrecer fazendo isso, só engordei! =D ); mas não fique “beliscando” de hora em hora, para não perder o apetite e deixar de comer nas refeições principais.

Principais links onde pesquisei, e que contém muitas outras informações interessantes sobre o assunto:

http://www.drauziovarella.com.br/ExibirConteudo/769/dificuldade-para-engordar

http://www.bolsademulher.com/corpo/dieta-para-engordar-4691.html

http://www.bolsademulher.com/corpo/quero-engordar-85755.html

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2010/07/abuso-de-gorduras-e-dispensavel-para-engordar-com-saude.html

Outro link interessante:

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1310303-15605,00.html



Anúncios

2 comentários sobre “Para as magrinhas que querem ganhar peso – Post II

  1. Cássia disse:

    Gi, fiquei mto feliz em tu ter pesquisado tudo isso, me ajudou bastante, muita coisa eu não sabia, muitas dicas boas!!! Vou por em prática algumas delas!!! Obrigadão e ótima matéria!!! Parabéns!!! Bjaum

    Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s