Teaser Biamar


Pra quem gostou da campanha e da coleção de 2011 da Biamar, aí vai uma amostrinha do que será a de 2012:

É apenas um teaser, mas já dá para ter uma ideia do que vem por aí. Estou curiosa! Pelo visto a nova coleção vai ser tão linda quanto a anterior.

Franjas


Olá!!

Quando se fala em franja, logo se pensa na franja reta cobrindo a testa, talvez o modo mais tradicional de usá-la. Porém, há vários tipos de franjas e formas de usá-las. Além de ser algo que nunca “sai de moda”, é uma ótima forma de mudar de visual sem ter que mexer no comprimento, corte ou cor.

Franjas_Reese Whiterspoon, Fernanda, Paola Oliveira, Cláudia Raia

Embora qualquer pessoa possa usar, é importante estar atento ao formato do rosto antes de cortar. Segundo Didier Sé, cabeleireiro do salão Marcos Proença (em matéria do “Delas”) “a franja tende a detalhar as feições do rosto. Um nariz ou uma boca com traços acentuados vão se destacar ainda mais. Um rosto redondo vai parecer mais arredondado. E assim por diante”.

Também é legal conhecer as opções e tipos de franjas:

Franja curta: fios cortados no meio da testa e bastante volume.

Mayana Moura_franja curta
Franja média: fios na altura da sobrancelha e pode ser cortada na diagonal.

Franjas médias e cheias

Franjas curtas diagonal
Franja longa: cortada na altura do queixo em diagonal, também chamada de franjão; pode ser escondida junto ao cabelo para variar o visual.

Franjas longas

Franja Desfiada: fios desfiados em todos os formatos, ajudando a suavizar o movimento, dando um ar mais moderno à franja.

Franja Cheia: farta, esconde totalmente a testa, começando do meio da cabeça. É uma ótima opção para quem possui bastante cabelo. Comporta a variação “meia lua”, que começa reta na frente e é mais longa nas laterais. Para dar mais leveza, as pontas podem ser desfiadas.

Franja Desestruturada: É um tipo de corte que combina para quem usa franja longa e desfiada, pode ser usada na diagonal ou bem dividida ao meio.

Franja Falsa: É um tipo com poucos fios, que podem dar equilíbrio aos traços do rosto sem tanta definição de franja.

Como saber que tipo combina?

Rosto Quadrado: Mulheres com o rosto muito quadrado devem dar preferência a franjas mais longas, em formato oval, para harmonizar o rosto. Rostos retangulares e longos combinam com franjas na altura dos olhos, de preferência bem desfiadas. Evite a franja reta.

Rosto Redondo: Assim como mulheres de rosto quadrado, o ideal é optar por franjas mais longas que harmonizem as formas, de preferência na diagonal repicado nas pontas.

Rosto Oval: Este formato de rosto se enquadra muito bem nas franjas. Como a testa é arredondada, assim como as linhas das têmporas e do queixo, as franjas retas ou laterais dão a impressão do rosto não ser tão longo. Qualquer tipo de franja combina, desde as mais curtas e retas até os franjões.

Rosto Triangular: No rosto triangular a mandíbula é bastante evidente, a testa é estreita e as têmporas não são muito aparentes. O tipo de franja mais indicado para valorizar os traços e suavizar a evidência da mandíbula são as franjas retas, logo acima das sobrancelhas.

Rosto Longo: Mulheres de rosto longo devem apostar nas franjas longas, pois dão impressão de diminuição no comprimento do rosto.

Outras dicas que podem ajudar na escolha do tipo de franja:

A franja cheia fica em cima ou um pouco abaixo da sobrancelha.
Não é recomendada para as baixinhas, pois podem parecer atarracadas.

Evite a franja meia lua se você tiver rosto quadrado, pois ela acentua o maxilar.

Evite franja curta se tiver a testa pequena, pois pode dar a sensação de que ela é menor ainda.

Evite deixar a franja longa repartida no meio se você tiver a bochecha mais gordinha. Nesse caso, melhor usar para o lado para dar leveza.

Dá pra cortar em casa?

Se você quer arriscar e cortar sozinha (só recomendo para quem tem plena consciência de que pode dar errado e está disposta a correr o risco), no site da Gloss tem um passo-a-passo.

Tem mais sobre franjas nos links da Capricho e Dicas de Mulher, de onde saíram várias das dicas desse post.

Esse post foi mais uma sugestão da minha mãe e super colaboradora aqui do blog. E fiquei tão pilhada fazendo ele, que também resolvi aderir à franja pra dar uma mudada no visual!

E vocês, o que acham das franjas?


Amarre-se nos cintos!


Bom dia!!

Grazi Massafera_cintos

Tem coisas que a gente acha lindo nos outros, e na hora de usar fica cheia de dúvidas.     Para mim o cinto é uma dessas coisas. Gosto muito, principalmente de looks que o trazem sobre os vestidos, túnicas e casacos, mas sempre tenho dúvida de como e com que usar.

Item marcante do visual, o cinto é um daqueles acessórios que “transforma” a produção (até o clássico jeans + camiseta fica mais bonito).  E, embora seja um assunto já bastante comentado, acho que deve ter mais gente por aí com dúvidas quanto a esse acessório, ou que ainda não se rendeu a ele por achar que não faz diferença. Então, este post é para servir de inspiração ou tirar dúvidas a respeito desse item que está super valorizado!

Modelos:

Tenha pelo menos uns três tipos de cintos:

- um largo para roupas mais fluidas;

- um fininho coloridinho para usar com camisetas e saias ou sobre uma blusa e shortinho;

- um mais luxuoso em dourado ou prata para vestidos que serão usados de noite.

Adaptando ao corpo

O cinto fino é indicado para quem tem quadril estreito, pouca cintura, tronco curto e seios pequenos. Este tipo de cinto deve ser usado na altura dos quadris.

Já o cinto largo, use sempre na altura da cintura. Se tiver seios muito fartos, é preferível usá-lo na altura dos quadris.

Para as proporcionais e as mais cheinhas:

- o ideal são os modelos mais finos ou de duas voltas, que não aumentam a silhueta; Mas, para quem tem quadril largo, cintura fina, tronco longo e seios grandes, o cinto largo também fica bem.  

- Evite usar cintos muito chamativos ou com apliques grandes, como fivelas e laços, que chamam atenção para o abdômen. 

- Para disfarçar a região do abdômen, os melhores modelos de cintos ou faixas são os cintos mais discretos, de preferência na mesma cor da roupa e com fivelas recobertas do mesmo material que o cinto.

- Cuidado com os cintos caídos; eles dão um formato “meia-lua”, que aumenta o volume na cintura, por isso são aconselháveis apenas para mulheres magras.

- Se tiver barriguinha saliente, evite os cintos de elástico, que marcam bastante o abdômen. Opte por faixas e cintos mais finos.

- Preste atenção ao tamanho das fivelas. Em caso de dúvida, opte sempre por tamanhos pequenos e médios.

- Cinto com nó (ao invés de passar pela fivela) está liberado. Para as gordinhas, o ideal é usar os modelos mais finos.

- Usar vestido com cinto é uma opção para disfarçar as gordurinhas e valorizar as formas do corpo.

Para as magrinhas:

- podem abusar dos cintos largos;

- cintos caídos estão liberados;

- Podem abusar dos tamanhos de fivelas sem medo;

- Podem usar cinto com nó.

Cinto com nó

Cintos com nó_Bolsa de Mulher                                                                                        Fotos: Bolsa de Mulher

É uma forma diferente de usar o cinto, sem passar pela fivela, “amarrando” com um nó.

“O grande barato do cinto com nó é que toda mulher pode usar: altas, baixas, magras, gordinhas, jovens e pessoas mais velhas. Por ele ser bem feminino e deixar a cintura bem marcada fica bom em todos os corpos”. É o que afirma a consultora de imagem Cláudia Pimenta, em matéria do Bolsa de Mulher (Amarre-se!).

O cinto com nó também não precisa combinar com a bolsas e o calçado. “A moda é descombinar, até mesmo pelo conceito que esse estilo de acessório traz”, opina Claudia. Além disso, pode ser usado por mulheres com todos os tipos de corpo e estilos.

Cintos finos, médios e de preferência bastante maleáveis são os mais indicados para dar o nó e possuem um ótimo caimento.

Os vestidos, shorts, saias e calças são ótimas opções de como usar o cinto com nó, que também dá um toque estiloso em roupas básicas como jeans e camiseta.

Cinto com vestido

- Todos os tipos de vestidos combinam com cinto, desde que não crie volumes que marquem o corpo e destaque imperfeições (principalmente na barriga e nas costas). Podem ser usados cinto grosso ou fino, faixa, lenço, com fivelas, metais, aplicações e detalhes (ou seja, pode tudo, hehe). Os modelos de vestidos mais soltinhos vão muito bem com a cintura marcada. Dá para fazer a combinação também nos vestidos mais justos, mas o visual fica melhor em ocasiões especiais, como festas.

- Quando usado com vestidinhos fluidos, ajuda a disfarçar as gordurinhas. Só é preciso ter cuidado para não criar volumes em áreas desfavorecedoras (como no abdômen).

Biamar_cinto com vestidos

Dicas

- Cintos em peças que possuem a cintura baixa devem ser usados por mulheres com as pernas mais longas que o tronco.

- Usar cintos e faixas com peças de cintura alta deixa a mulher mais elegante, alongando as pernas e a silhueta. Mas para não errar, é preciso manter uma proporção correta entre as pernas e o tronco.

- “As mulheres podem perfeitamente pegar os cintos masculinos, que geralmente têm um couro mais envelhecido, e amarrar na cintura. O visual fica superfashion”, aconselha Cláudia.

- Atenção com o uso em ocasiões especiais, como festas: “para usar com roupas mais arrumadas, o modelo do cinto tem que ser mais trabalhado para não ficar um look muito informal”, lembra a consultora Cláudia.

- As cores dos cintos em tons sóbrios, cores vivas e em tons mais escuros ficam melhores nas produçõess para o inverno. Já as cores mais alegres e vivas, como os tons neon, são mais indicadas para o verão.

- Os cintos podem ser usados com short, com vestido (fica lindo), sobre o cardigã (fica muito bonito), com t-shirt e calça… use a criatividade!

- Cintos com laços e fivelas modernas deixam o visual mais romântico e delicado.

- Ao invés do cinto, podem ser usadas faixas de couro e lenços.

- outra opção de uso é deixar a ponta displicentemente caída ou enlaçada no próprio cinto.

- Outra dica: No blog Oficina de Estilo também tem vários posts com dicas muito legais.

Inspire-se com outras fotos de looks lindos:

As fotos abaixo são da sempre inspiradora Biamar. Looks lindos, né?

 Biamar_blusas com cinto

 Estes looks do catálogo da Hering combinam vestidinhos delicados com acessórios com cara de inverno, como o cinto e a meia calça. Combinações de cinto com camiseta e short/calça também estão presentes.  Hering

As fotos abaixo são algumas sugestões do Bolsa de Mulher para usar cinto com vestidos. Gostei muito, embora algumas sejam mais para o verão (adaptáveis ao inverno, claro).

Vestido com cinto_Dicas de mulher

Nesta foto da revista Manequim, o cinto largo dá uma quebrada no look monocromático e incrementa o visual.

Cinto largo_Manequim

 Ísis Valverde, em foto do Bolsa de Mulher, combinou cinto com nó ao vestido soltinho, marcando a cintura. Não ficou uma graça?

Bolsa de mulher_Ísis Valverde

Os dois looks abaixo são do catálogo da Bobstore.

BobStore_Lookbook-tile

Algumas fontes de consulta usadas para este post:

Bolsa de Mulher:

Amarre-se!
Cinto para cada cintura

Dicas de Mulher:

Como usar faixas, cintos e fivelas
Como usar vestidos com cinto
Cinto com nó

Chic

Aperte os cintos: eles são o destaque das produções de inverno

Como usar roupas de verão no inverno


Olá!!

Nas últimas semanas tenho falado bastante sobre arrumar o guarda roupas, mudar as coisas de lugar, etc… e esse assunto me levou a pensar nas roupas de verão que podemos continuar a usar no inverno – e consequentemente, em como fazer isso. Achei que renderia um post…

O que usar?

Com a democratização que vem ocorrendo na moda há alguns anos, a expressão “isso não se usa mais” praticamente sumiu; claro que algumas peças enjoam, ou são meio “datadas”, mas a maioria pode ser atualizada – basta usar com outras mais modernas. 

O mesmo vale para as estações: quer usar uma peça bem colorida, um vestido florido e delicado, por exemplo? Sem problemas! Faça um mix com jaqueta/casaco mais pesado, meias calças e/ou sapatos de inverno (ankle boots, por exemplo). A ideia é mesclar a leveza e frescor do verão com o visual mais fechado do inverno. Isso pode ser feito tanto pelos materiais (um mais leve, outro mais pesado), como pelo tipo das peças.

Como usar?

Lance mão de casacos (de lã, jaquetinhas, cardigãs, casacões 7/8, trench coat, enfim, casacos em geral), meias calças grossas (lisas ou texturizadas), cachecóis, botas e outros acessórios “invernais”. Coletes também são bem vindos, especialmente se forem quentinhos.

Misture esses itens com os que tem “cara de verão”: vestidos, shorts, blusas fininhas ou sem mangas, saias… tire o ar “fresquinho” do verão compondo um look com contrastes de tecidos e/ou cores. Por exemplo: vestido estampado e colorido com casaco e meias de cores neutras; blusa fininha com casaco “pesado”, quentinho; short com meias calças grossas e botas.

Algumas sugestões de uso:

- Vestidos com casacos e meias-calças e botas;

- Short (mais larguinho, de preferência) com blusas fininhas, casaco, meia-calça e botas; vale também um cachecol/manta. No Bolsa de Mulher tem umas sugestões bem legais a respeito (aqui);

- Blusas fininhas com casaquinho e cachecol;

- Sobreposições: pode-se usar uma blusa mais quentinha sobre um vestido, por baixo dele, ou uma blusa sobre a outra. Lembrando que é importante tomar cuidado com as cores e tons, especialmente se houver peças muito coloridas ou chamativas (mesclar com cores neutras ou que harmonizem umas com as outras, para não parecer uma árvore de Natal…).

- Vestidos longos podem ser usados como saia, com blusas por cima. Veja aqui as sugestões do blog da Biamar a respeito.

- Até mesmo as sandálias podem ser usadas no inverno, com meias (tem que ter muito bom senso, mas fica legal); a Isa do blog Garota Antenada já fez um post muito legal sobre isso (leia aqui).

Veja algumas fotos para se inspirar!

Achei uma graça esses vestidos delicados com meias grossas e sapatos combinando, e a touca da menina da direita.

Vestidos floridos com meias(desculpem, perdi minha anotação sobre os sites de onde peguei estas fotos)

Nessa produção da Biamar a modelo está usando uma blusinha de verão (sem mangas, como dá pra ver no detalhe) com casaco de tricot, complementando com o cinto e sapatos vermelhos.

Fotos: Biamar

Nas produções da Hering, mais vestidos delicados combinados a casacos, cintos e cachecol. Ficaram lindos, só trocaria as meias por versões lisas (de longe não dá pra ver bem, mas elas são texturizadas).

Hering
Fotos: Hering

Na primeira foto não dá pra ver o que ela tem por baixo (vestido, saia, short?) mas achei o look muito bonito; na segunda ela quebrou a seriedade típica de inverno com o casaco vermelho, achei lindo também; e na terceira foto, reparem que além da meia calça, ela está de sandália… achei bonito porque é da mesma cor que a meia. Só usaria o casaco diferente (vestido e não sobre os ombros), mas é questão de gosto.

The Sartorialist
Fotos: The Sartorialist

E aí três belos exemplos do uso de shorts larguinhos com meia-calça… repare que os tons combinam entre si e as meias são grossas, consequentemente além do efeito estético, elas ajudam a aquecer.

Short com meiaFotos: Perdi a referência da primeira. A da direita é do Bolsa de Mulher.
 
 
 

No que investir para o inverno


Olá!!

A essa altura as vitrines já estão mudando (tentações a vista!) e você já fez ou está pensando em fazer uma faxina básica do guarda-roupas/closet, e percebe que há itens faltando (tudo bem, talvez seja só um desejo de consumo e não uma necessidade). É hora de avaliar o que é realmente necessário, no que dá para investir e o que não vale a pena comprar (e se comprar, não vale a pena gastar muito). O post de hoje é dedicado a isso, espero poder ajudar!

O que vale um investimento maior

Não que justifique exageros, mas você pode investir em peças de maior qualidade quando se trata de itens que irá usar por muito tempo (e que vão durar por muito tempo, principalmente), como:

  • casacos 7/8 de lã, trench coats (usados como capa de chuva ou sobretudo), blazers;
  • casacos, túnicas e blusas de tricot (especialmente os feitos à mão ou que tenham esse efeito);
  • calças (jeans ou não) com corte clássico, cintura no lugar, pernas retas ou não tão justas, em lavagens ou cores tradicionais;
  • botas em geral, mas especialmente as de cano alto (logo abaixo do joelho) e médio (mais ou menos na altura do tornozelo), que a meu ver são as mais “atemporais” – entra coleção, sai coleção, sempre aparecem;
  • sapato fechado básico (estilo escarpim, por exemplo);
  • vestidos de festa (desde que em modelos mais básicos ou clássicos, que você possa complementar com acessórios e usar em várias ocasiões diferentes sem que fique evidente que está repetindo).Vale a pena investir

O que vale a pena e não custa caro

Há peças que você irá usar bastante, mas que por seu desgaste natural (uso freqüente, sucessivas lavagens, etc.) não durarão tanto, portanto não vale a pena investir quantias mais altas – até porque você os encontra com preço em conta e boa qualidade. Por exemplo:

  • casacos/jaquetas de nylon (não que não valham a pena, pelo contrário. Atacam o vento, esquentam e são ótimos para o dia-a-dia; estão nessa lista porque tem um preço bem em conta);
  • cardigãs;
  • casaquinhos em geral, em cores neutras (sugestão: estão muito em alta os de estilo militar – já estiveram há uns quatro anos atrás, e os considero quase atemporais);
  • básicas de lã com gola rulê;
  • meias calças lisas, caneladas ou com outras texturas, em cores neutras;
  • luvas;
  • toucas estilosas (adoro as de lã);
  • mantas e cachecóis

 Preço em conta

Pesquise e gaste pouco

Há peças das quais gostamos mas que, por um motivo ou outro, serão usadas apenas por uma ou duas estações (aquelas das quais enjoaremos ou ficarão puídas, por exemplo). Há também aquelas que usaremos durante muito tempo (exemplo dos lenços), mas que encontramos por um preço bom com um pouco de procura (às vezes é quase um garimpo, mas vale a pena, hehe).

  • Meias calças coloridas ou com efeitos não tão discretos (cuidado para que o resto da roupa seja neutro);
  • Lenços de diversas cores e tamanhos (muito bom para quem gosta das estampas de bicho, é uma forma discreta de usá-las); ótimo para quebrar a neutralidade de boa parte dos looks de inverno;
  • Blusas fininhas, caneladas ou lisas (tenha várias cores, combine com os casacos, coletes, ou use dos lenços e echarpes). Sugiro as da Hering que são de ótima qualidade e preço muito, muito amigo.
  • Calças com efeitos ou cortes diferentes, das quais provavelmente você enjoará logo.
  • Peças “tendência” e que possam enjoar (não estou conseguindo pensar em exemplos agora, mas você se conhece e saberá distinguir);
  • Acessórios em geral (bijuterias, etc.)

Básicos e baratos

E vocês, no que investem muito ou pouco? Que peças acham que vale pagar mais?

Coleção Inverno 2011 Biamar


O inverno, a meu ver, é a estação mais elegante do ano. Os tons fechados, a lã e o tricot, as botas, casacões e meia-calças e a possibilidade de compor os looks com mais acessórios (mantas, luvas, gorros, etc.) são alguns dos motivos para isso. Quem mora ou já esteve na região Sul do Brasil sabe que além de elegantes estes itens são praticamente indispensáveis para nos proteger do frio intenso da estação. 

E como o friozinho já está chegando, o momento é ideal para falar da coleção da Biamar (linda!), a qual conheci ontem por meio do site da empresa. A marca gaúcha, que está completando 25 anos, superou minhas expectativas e ficamos (minha mãe e eu) babando! A elegância está presente com força total na coleção, repleta de peças em cores neutras (em especial vários tons de bege – ou nude, se preferir – e caramelo, cores praticamente atemporais que nunca saem de moda) e colorida por peças na cor vermelha.

As belíssimas locações complementaram os ensaios de forma perfeita, remetendo ao inverno serrano. Há também referências aos anos 70 e às divas hollywoodianas, que completam a mistura de glamour, charme e simplicidade. Vale a pena conferir diretamente no site (www.biamar.com.br) onde a marca disponibilizou, além das fotos, uma revista virtual com assuntos diversificados. Garanto que até quem não gosta muito de inverno vai ficar torcendo pela chegada do friozinho!

Confere algumas das peças:

Casacão bege_campo

Casaco bege revista

Mesclados

Casal no carro

Casaco vermelho e vestido marrom

Casal_duas fotos

Todos_tons caramelo

Casal 2

Mesa ao ar livre

Carro vermelho

Masculino_foto

Masculino vermelho

Carro e malas
Tons escurosColete escuro e manta mesclada

p.s.: Esse, assim como os outros posts do Sortimento, não é um post pago/patrocinado, é um post EMPOLGADO!! =)